Folha de S. Paulo: 'Confissões de Adolescente' volta aos 20

Com quase um mês para a estréia do filme ‘Confissões de Adolescente‘ nos cinemas brasileiros, o filme já virou destaque entre os assuntos mais comentados do momento. O jornal Folha de S. Paulo fez uma matéria especial contando um pouco da história dos personagens principais do filme e também da série. Confira a matéria completa:

Vinte anos depois, ironicamente quando sai de sua adolescência, a marca “Confissões” vai ao cinema. Em 10 de janeiro, estreia o filme baseado nos diários da atriz Maria Mariana, dirigido por Daniel Filho (“Se eu Fosse Você”) e Cris D’Amato (“Pé na Cova”).
Mais que contar uma história, o filme mostra diferentes fases da adolescência a partir das experiências de quatro irmãs. Três delas ainda moram com o pai (interpretado por Cassio Gabus Mendes). A mais velha aparece na casa com frequência para “fazer o supermercado” na dispensa da família.
Os temas clássicos estão todos lá: o primeiro beijo, a primeira experiência sexual, a escolha da carreira.

“Acho que as questões são as mesmas, mas a rapidez, a forma de lidar com elas, mudou. A própria tecnologia faz as mesmas coisas serem diferentes”, diz Deborah Secco, 34, a atriz que viveu a caçula Carol na versão para a TV.

No filme, ela e as outras veteranas de “Confissões”, Georgiana Góes, 36, Daniele Valente, 36, e Maria Mariana, 40, fazem participações.

“Foi uma emoção encontrar todo mundo. O que vivemos ali foi muito intenso. Era o início da carreira de todos e um projeto inovador”, diz Góes. Numa época em que séries quase não existiam no país, esta era feita em película.

Para os não iniciados, uma breve contextualização: Maria Mariana, filha do cineasta Domingos de Oliveira, escreveu um diário que virou livro (com mais de 30 edições e presente por mais de um ano na lista dos mais vendidos) e uma peça em 1992.
Ao assistir à segunda sessão do espetáculo, Daniel Filho resolveu comprar os direitos para cinema e TV. Dois anos depois, estava no ar.
Para virar filme, o projeto foi “atualizado”. As personagens não são as mesmas, nem têm os mesmos nomes, mas têm histórias correlatas.
Pode-se dizer que agora a quinta protagonista é a internet, que praticamente abre o filme com telas de Facebook e aplicativos de mensagem.

“No nosso tempo era orelhão! Isso você não vai ver no filme”, diz Daniele Valente.

Se depender da data de estreia, no meio das férias, e da popularidade das atrizes escolhidas, “Confissões de Adolescente” pode atingir o status de filme do verão. Ou melhor, de overdose de verão, uma vez que o livro deve ser relançado pela Agir e Maria Mariana estreia um documentário para TV sobre a franquia com making of.
O elenco é encabeçado por Sophia Abrahão, 22, a irmã mais velha, uma celebridade teen com 1,4 milhão de seguidores no Twitter e “Rebelde” (Record, 2011) no currículo.
Sophia Abrahão e Bella Camero, 21, são veteranas inclusive em “Confissões”, que encenaram no teatro.
O filme conta ainda com Malu Rodrigues, 20, atriz que se viu envolvida em uma polêmica por mostrar um seio no musical “O Despertar da Primavera” em 2010. Agora, ela protagoniza uma cena de sexo, sua primeira. “Foi tranquilo porque era uma cena bem marcada. A mais difícil foi a em que descubro que estou grávida, porque eu nunca passei por isso e envolvia muita emoção”, afirma.
Clara Tiezzi, 14, que completa o quarteto, também teve uma primeira vez. “Fiz meu primeiro par romântico. É um divisor de águas.”